NOSSO NEGÓCIO

A jornada da INOPAT começou em 2005, ao identificarmos a necessidade de novas opções de produtos para o mercado diagnóstico brasileiro, principalmente para identificação de tumores em tecido, no segmento da Patologia Cirúrgica.

NOSSOS PRODUTOS

Diagnóstico

Esta linha inclui principalmente reagentes para a realização de testes por imuno-histoquímica, imunofluorescência, hibridização in situ e outras técnicas moleculares.

Pesquisa

Para a área de pesquisa em Ciências da Vida oferecemos à comunidade científica soluções laboratoriais para o desenvolvimento de diversas técnicas em diferentes áreas de estudo.

Equipamentos

Fornecemos equipamentos e acessórios de última geração para o mercado diagnóstico e de pesquisa, visando a melhoria contínua da qualidade das amostras, assim como dos processos, para obter a maior segurança nos resultados.

Consumíveis

Nossa linha de consumíveis inclui produtos especialmente selecionados com os mais altos padrões de qualidade a fim de garantir a performance dos testes sem interferir na qualidade das amostras.

Com soluções integradas para realização de testes laboratoriais,  proporcionamos aos patologistas maior segurança diagnóstica e aos pesquisadores maior confiabilidade nas pesquisas em ciências da vida.

PARCEIROS

BLOG

Leucemia vista através da citometria de fluxo!

A leucemia é um tipo de câncer que ocorre no sistema hematopoiético. A maioria das células do sangue são formadas na medula óssea. A leucemia ocorre quando essas células sofrem mutações e passam a se proliferar de maneira inadequada. Mutações nas células mais jovens (blastos), dá origem a leucemias agudas, mas quando as alterações ocorrem nas células maduras, a doença é a leucemia crônica. As leucemias, em geral, podem estar relacionadas a fatores de risco ocupacionais, agentes infecciosos específicos, desordens genéticas, exposição à radiação ionizante e a agentes químicos como os solventes, entre eles, o Benzeno (INCA, 2012).

Leia mais »

UltraSafe – Exposição zero de formol no manuseio de peças cirúrgicas

Em 2006, o formaldeído foi declarado cancerígeno e mutagênico para seres humanos pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer. Apesar disso, nos laboratórios e salas de cirurgia de hoje, o formol continua sendo o fixador universal para coleta; armazenamento e preservação das amostras biológicas, expondo os envolvidos com seu manuseio a altos níveis de vapores tóxicos. Diante desta realidade, torna-se essencial que hospitais, clínicas e laboratórios adotem precauções para minimizar o uso do formol e garantir a segurança de seu pessoal.

Leia mais »
Fechar Menu