Conheça o Sistema ZytoFast PLUS para detecção de HPV por Hibridização

Conheça o Sistema ZytoFast PLUS para detecção de HPV por Hibridização

DETECÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE HPV POR HIBRIDIZAÇÃO

Com o sistema ZytoFast ® HPV-CISH  é possível detectar e identificar o DNA do papilomavírus humano (HPV) em cortes de tecido parafinado ou amostras citológicas.

Pelo menos 50% dos homens e mulheres sexualmente ativos apresentarão alguma forma de infecção pelo HPV genital em algum momento de suas vidas.

Da maioria dos mais de 40 tipos de HPV identificados, os tipos 6 e 11 são predominantes e chamados de tipos de “baixo risco”, podendo causar anormalidades leves ou verrugas genitais em avaliação por papanicolau.  Até agora, aproximadamente 10 a 15 tipos de HPV estão associados a lesões que podem progredir para o câncer.

Entre eles estão os tipos 16/18/31/33/35/39/45/51/52/56/58/59/66/68/82.

Esses tipos de HPV associados ao câncer são designados como HPV de “alto risco”. A infecção com os tipos de HPV de alto risco pode levar ao desenvolvimento do câncer do colo uterino, vulva, vagina, ânus ou pênis. A maioria dos carcinomas cervicais malignos (aproximadamente 70%) ocorrem como resultado de infecções com os tipos de HPV 16 ou 18.

DESCRIÇÃO DO MÉTODO

O sistema ZytoFast® PLUS usa sondas conjugadas com Digoxigenina que são detectadas usando anticorpos primários. Estes anticorpos são detectados por um polímero de anticorpos secundários conjugados a enzimas. A reação enzimática de substratos cromogênicos, por exemplo, NBT/BCIP, AEC ou DAB, leva à formação de precipitados colorimétricos que podem ser visualizados em microscópio óptico comum.

DESCRIÇÃO DA SONDA

Os testes ZytoFast ® específicos para HPV tem com alvo as sequências de DNA que codificam as proteínas do HPV E6, E7 e/ou L1. As sondas consistem oligonucleotídeos específicos do tipo do HPV, conjugadas com digoxigenina pelo método exclusivo  HighTag ZytoFast ®, que proporciona melhor intensidade de sinal. Além da detecção do DNA do HPV, as sondas também permitirão detecção de E6, E7 e/ou L1 RNAs, expressos durante algumas etapas de infecção.  

VANTAGENS DO SISTEMA CISH

– Observação simultânea da morfologia do tecido e sinais colorimétricos da hibridização.
– Não há risco de falsos positivos devido a erros ou contaminação como com o PCR.
– Método fácil comparável a imunoistoquímica.
– Sem necessidade de equipamento dedicado de custo elevado.
– Possibilidade de testar em amostras de arquivo.
– Alta sensibilidade e especificidade.

Confira a atualização do catálogo Zytovision com os lançamento feitos em 2020, clicando aqui.

Deixe uma resposta

Fechar Menu