Anticorpos validados para uso em modelos experimental: Drosophila melanogaster

A BioLegend está comprometida com o avanço da pesquisa em Neurociência, fornecendo reagentes acessíveis e de alta qualidade para comunidade Científica. Com o portfólio crescente na linha de produtos para neurociência o pesquisador agora pode contar com uma grade de anticorpos oferecidos em tamanhos menores (25 μg ou 25 μl) e formatos conjugados para múltiplas aplicações, como microscopia e immunoblotting.

Continuar lendo

Problemas com controles para Imuno-histoquimica?

Um dos principais problemas enfrentados hoje pelos laboratórios que realizam imuno-histoquimica é a obtenção de tecido do arquivo, adequado para uso como controle. Isto deve-se a heterogeneidade na expressão dos biomarcadores, artefatos de fixação, raridade de sua expressão ou apenas indisponibilidade do material. Atualmente, alguns laboratórios utilizam um controle por bateria de coloração, entretanto, em geral, as plataformas totalmente automatizadas realizam o protocolo de forma individualizada. Portanto, o uso de controles específicos por lâmina é uma prática recomendada, pois reflete exatamente o que acontece com cada uma individualmente.

Continuar lendo

Problemas com a recuperação antigênica na sua rotina de Imuno-histoquímica?

A maioria dos tecidos fixados em formol necessita de uma etapa de recuperação antigênica para “desmascaramento” e localização do antígeno na técnica de imuno-histoquímica. A etapa de recuperação antigênica consiste na quebra das pontes de metileno que ligam as proteínas nos tecidos fixados em formol, permitindo a subsequente ligação dos anticorpos ou de sondas de DNA/RNA aos epitopos ou ácidos nucleicos de interesse.

Continuar lendo

ROS1 – Resultado final do Estudo clínico EUCROSS

Rearranjos de ROS1 são encontrados em 1% dos pacientes com câncer de pulmão. A eficácia terapêutica do crizotinib neste subgrupo já foi demostrada em estudos clínicos de fase inicial nos Estados Unidos e Leste da Ásia. Neste estudo são apresentados dados sobre eficácia e segurança de um estudo prospectivo de fase II avaliando o uso de crizotinib em pacientes europeus positivos para ROS1 (EUCROSS).

Continuar lendo

Vamos falar sobre HPV em Tumores de Cabeça e Pescoço?

A SBCCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço) destaca que homens acima de 50 anos, tabagistas e/ou alcoólatras eram as maiores vítimas dos cânceres de boca e orofaringe – região atrás da língua, o palato e as amígdalas. Porém o cenário vem mudando gradativamente, tanto em número de casos quanto em relação ao perfil das pessoas mais afetadas.

Continuar lendo
Fechar Menu