Conheça nossas ferramentas web para Citometria de Fluxo

A citometria de fluxo é reconhecida como uma técnica primordial e bem estabelecida para a maioria dos imunologistas. No entanto, agregar conhecimento e prática técnica a tecnologia disponível se torna cada dia mais indispensável. Por isso, apresentamos a vocês as webs ferramentas Biolegend de citometria de fluxo para orientar o design do painel, visualizar espectros e planejar seu experimento conseguindo precisão, agilidade e excelentes resultados.

Continuar lendo

Ainda sobre câncer colorretal: Síndrome de Lynch – Conheça nosso painel para avaliação imunohistoquimica das proteínas MMR

A Síndrome de Lynch (SL) é responsável por 3 a 5 % dos diagnósticos de câncer colorretal. Esta síndrome de predisposição ao câncer apresenta herança autossômica dominante e é causada por mutações germinativas deletérias em genes responsáveis por corrigir erros de pareamento de bases do DNA.

Continuar lendo

Gostaria de ver seu painel de citometria de fluxo crescer?

A citometria de fluxo é uma técnica bastante versátil, relevante em investigações da biologia e da medicina, que pode ser aplicada em diversas situações em que seja necessária a caracterização de populações celulares. Cada dia mais nos deparamos com novas descobertas de moléculas, novos tipos de respostas a infecções (bacterianas, virais ou fúngicas) e testes de fármacos que interferem em vias de transdução de sinal de resposta imune e/ou inflamatória.

Continuar lendo

Novos imunoensaios para o reconhecimento do SARS-CoV-2

O objetivo principal das pesquisas atuais sobre o SARS-CoV-2 é podermos ser capazes de interromper sua capacidade de infecção e eliminá-lo do nosso organismo. Isso significa compreender seus pontos de entrada nas células hospedeiras e as vias utilizadas, identificar as respostas celulares eficazes em pacientes COVID-19 e outros modelos biológicos relacionados a doença. Além disso, identificar novos biomarcadores, caminhos para tratamentos terapêuticos, possíveis vacinas e kits para detecção viral.

Continuar lendo

Janeiro Verde – Mês de Combate ao Câncer de Colo de Útero

E neste mês de janeiro nossa causa é o câncer de útero. A doença é a terceira mais frequente em mulheres, ficando atrás apenas do câncer de mama e colorretal, e a quarta que mais mata pacientes do sexo feminino. Nosso destaque do mês em imuno-histoquimica é para o anticorpo ANTI-P16 O p16, também conhecido como p16INK4a, um inibidor de quinase dependente de ciclina 2A (CDKN2A), é uma proteína supressora de tumor, que em humanos é codificada pelo gene CDKN2A no cromossomo 9p21. p16 e desempenha um papel importante na regulação do ciclo celular.

Continuar lendo
Fechar Menu